O recente surto do COVID-19, conhecido como o novo coronavírus, tem mobilizado pessoas ao redor do mundo e intensificado nossa preocupação com a saúde pública do país. Mas infelizmente, essa não é a única preocupação atual do brasileiro. Dados do Ministério da Saúde revelam que a nossa água está contaminada com substâncias que podem causar doenças graves.

Segundo o estudo, um coquetel que mistura diferentes agrotóxicos foi encontrado na água de 1 em cada 4 cidades do Brasil, num período de coleta realizado entre 2014 e 2017. Um retrato nacional alarmante que repercutiu entre os profissionais da saúde, como afirma a toxicologista e médica do trabalho Virginia Dapper: “A situação é extremamente preocupante e certamente configura riscos e impactos à saúde da população.”

Os dados foram obtidos e analisados por meio de uma investigação realizada em conjunto pela Repórter Brasil, Agência Pública e a organização suíça Public Eye, e fazem parte do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Sisagua).

As entidades envolvidas fizeram um mapa interativo com os agrotóxicos encontrados em cada cidade. O mapa ainda revela quais municípios estão acima do limite de segurança previsto. Acesse a ferramenta clicando aqui e confira o nível de contaminação da sua cidade.


Pesquisa realizada em 16/06/2020.

 

Quais os riscos de consumir o coquetel:

Durante o período de pesquisa, empresas de abastecimento de água de 1.396 municípios continham todos os 27 pesticidas que são obrigados por lei a testar, muitos deles classificados como extremamente ou altamente tóxicos pela Anvisa. A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, a União Europeia e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária também associam os agrotóxicos ao desenvolvimento de doenças crônicas, como:

  • Disfunções hormonais;
  • Câncer;
  • Malformação fetal;
  • Disfunções reprodutivas.

 

Segundo especialistas, a principal causa da intoxicação deve-se à mistura contida no coquetel, já que um agrotóxico isolado tem menos chances de causar efeitos à saúde humana. Outro ponto a ser observado é o consumo contínuo dessas substâncias, como revela a química Cassiana Montagner: “Talvez certo agrotóxico na água não leve 15% da cidade para o hospital no mesmo dia. Mas o consumo contínuo gera efeitos crônicos ainda mais graves, como câncer, problemas na tireoide, hormonal ou neurológico.”

 

 

MONITORE O QUE VOCÊ ESTÁ COMENDO

A água é o insumo principal de tudo que você leva para casa. E se uma empresa de alimentos utiliza água contaminada no processo de fabricação dos seus produtos, é possível que o próprio alimento também esteja contaminado. Por isso, muito cuidado.

Preocupada com o seu bem-estar e o da sua família, a Mel Santa Bárbara realiza a coleta do mel na região da Serra do Caraça, uma área totalmente livre de agrotóxicos. Assim, garantimos o beneficiamento de um mel puro e cheio de qualidade.

Por isso, antes de ir ao supermercado, procure conhecer a procedência dos produtos que você está consumindo. Procurando um mel de verdade, saudável e sem agrotóxicos? Só a Mel Santa Bárbara tem!

 

Fonte: Exame | Repórter Brasil

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário